terça-feira, 8 de março de 2011

Francesinhas à moda do Norte

AVISO IMPORTANTE: Esta receita é uma bomba! Quem estiver de dieta, não a pode/ deve ler! Quem não estiver, não deve exceder uma francesinha por ano!

No Porto, a francesinha é servida como refeição, acompanhada com batatas fritas. Todavia, na sua vertente mais tradicional, é servida como petisco. Comer uma francesinha depois de uma noitada, de modo a repor as energias gastas “na noite” é um clássico naquelas paragens. Qualquer café nortenho que se preze, por mais humilde que seja, tem esta especialidade na ementa. Quando vou ao Norte (o meu marido é de lá), gosto de ir comer uma ao Amandius, em Santa Maria da Feira. Molhinho picante, como se gosta, canequinha de cerveja fresquinha, como se quer!
Esta especialidade nortenha foi inventada por um empregado de um restaurante portuense que, tendo trabalhado em França, se inspirou na francesa croque-monsieur, à qual acrescentou outros ingredientes e o molho especial que a caracteriza. Abençoado senhor!
As francesinhas já são confecionadas em todo o país, mas já comi coisas muito estranhas (até com ketchup!). Há muitas receitas que levam sopa de rabo de boi, mas não gosto muito e consigo detetar este ingrediente, por menor que seja a quantidade usada.
Quando conheci o meu marido, já ele fazia esta receita, que lhe foi dada pela irmã. Quem prova, gosta. Muito.

Ingredientes para cada francesinha:
3 fatias de pão de forma
1 bife de porco
2 salsichas ou linguiças (daquelas muito fininhas)
2 fatias de chourição
1 fatia de fiambre
2 fatias de queijo(flamengo, por exemplo)
1 ovo estrelado (opcional) – não costumo pôr, acho que já há proteína que chegue, não vos parece?

Ingredientes para o molho – para 6 francesinhas bem regadas (e algum molho de reserva na molheira):
½ litro de água
100 g de polpa de tomate
50 g de manteiga
Piri-piri (a quantidade depende do gosto e resistência de cada um)
2 cervejas de 25 cl
1 caldo de galinha (usei uma colher de caldo caseiro)
Sal a gosto
50 g de amido de milho (maizena)

Preparação do molho (Método tradicional):
Num tacho, mistura-se todos os ingredientes, exceto o amido de milho. Vai-se mexendo, em lume brando, com cuidado para não pegar. Quando ferver, adiciona-se o amido de milho, diluído num pouco de água (apenas o suficiente para diluir bem – 5 a 6 colheres). Vai-se mexendo sempre, até engrossar.
Dica: Caso seja necessário, passar a varinha mágica, para desfazer eventuais grumos e deixar o molho homogéneo.

Preparação do molho (Na Bimby):
Colocar no copo todos os ingredientes, exceto o amido de milho, e programar 20 minutos, 100 graus, velocidade 1. Adicionar o amido de milho, diluído num pouco de água (apenas o suficiente para diluir bem – 5 a 6 colheres). Programar mais 5 minutos, à mesma temperatura e velocidade. No fim, programar 30 segundos, velocidade 7.

Montagem da francesinha:
Grelhar os bifes, previamente temperados com alho, sal, um pouco de vinho branco e pimenta (usei massa malagueta, açoriana, comprada em São Sebastião, à beira da estrada), as salsichas, cortadas a meio, e as fatias de chourição, apenas até adquirirem um aspeto “enrugadinho”.
Colocar num tabuleiro 1 fatia de pão por pessoa, sobre cada uma, colocar um bife, outra fatia de pão, as salsichas, uma fatia de chourição e uma de fiambre. Cobrir com uma última fatia de pão e duas fatias de queijo (podem colocar, como já referi, um ovo estrelado no topo).
Regar generosamente com molho. Levar ao forno até que o queijo esteja derretido (a minha mãe tem um forno a lenha, no quintal, e quando as faço lá ficam divinais!).
Transferir para um prato e servir, simples ou acompanhadas com batatas fritas (o que os puristas consideram uma heresia) e uma cervejinha bem fresquinha (ou outra bebida qualquer, o que eu considero uma heresia).

Nos dias seguintes, convém comer sopinhas, frutinhas, legumes… nada de carnes, pois só nesta refeição deve estar a dose de proteínas (e colesterol) recomendada para uma semana.

Beijinhos, Ilídia

5 comentários:

são33 disse...

DAQUI Á BOCADO VOU COMER UMA, FEITA PELO MEU MARIDO.
O QUE VALE É QUE FAÇO EXERCICIO TODOS OS DIAS.
ESSA FICOU UMA MARAVILHA.
BJS

Maria do Carmo disse...

Adoro francesinhas! Há 1001 receitas mas esta está muito boa, muito "à moda do Porto". Parabéns.

Receitas ao Desafio disse...

Obrigada! Realmente, esta é uma versão clássica. Bjs

Laranjinha disse...

Uma delícia. Para comer de vez em quando. Mas sabe tão bem! :)

Um beijinho.

Raquel Ribeiro disse...

Sou de Santa Maria da Feira e confirmo. No Amandius é a melhor de todas :-)