sábado, 19 de março de 2011

Doce de Abóbora com Canela e Cardamomo

Cozinha e Literatura são dois conceitos que, apesar de parecerem distantes, têm muito em comum: a primeira transforma ingredientes em pratos deliciosos; a segunda, palavras em textos saborosos, como este que partilho convosco, do Mário Cabral, uma reflexão sobre esta forma de alquimia que é a Cozinha. Aproveito também para partilhar o resultado de uma das minhas experiências alquímicas: um doce de abóbora perfumado pela canela e pelo cardamomo.


“Os cheiros da carne cozida e dos legumes e das especiarias e das frutas… e as cores da matéria, as suas texturas, moles ou densas, verdes ou a apodrecer, estaladiças, flexíveis, eriçadas, os líquidos, o fogo do esquentador em explosão, ah! O mergulho alquímico do Mundo, sem ser pela caneta de tinta permanente, a cozinha, este lugar mágico!”

Mário Cabral, O Acidente


Ingredientes:
              800 g de água
             1200 g de abóbora limpa de cascas e sementes
             800 g de açúcar
             70 g de manteiga
             70 g de farinha
             1 colher (de chá) de canela
             6 bagos de cardamomo (costumo pô-los inteiros, pois é mais fácil retirá-los depois de o doce estar pronto)

             Preparação (na Bimby):
             No copo, coloque a água, a varoma com a abóbora cortada aos bocados e programe 30 minutos/ varoma/ velocidade 1.
             Retire a água do copo.
             Coloque no copo a abóbora cozida e os restantes ingredientes e programe 15 segundos/ velocidade 4.
             De seguida, programe 20 minutos/ 100 graus/ velocidade 2.
             Para engrossar, programe 10 minutos/ varoma/ velocidade 2.
             Tenha o cuidado de retirar o copo de medida e colocar o cesto sobre a tampa para libertar o vapor sem salpicar.
              Retire os bagos de cardamomo e distribua o doce, ainda quente, por frascos previamente esterilizados (forma simples de o fazer: lavá-los na máquina) e feche-os imediatamente.

 Método tradicional:
              Coza a abóbora (de preferência a vapor; caso a coza em água, escorra-a muito bem, para libertar o máximo de líquido possível) e reduza-a a puré, mais ou menos grosseiro, de acordo com a sua preferência.
              Num tacho, coloque a abóbora e os restantes ingredientes e deixe cozinhar, em lume brando, mexendo de vez em quando, até atingir a consistência desejada.

Nota: Pode-se adicionar nozes ou amêndoas picadas.

Fonte: O Melhor das Nossas Famílias, Vorwerk (receita adaptada)


Bons cozinhados e boas leituras! Ilídia

2 comentários:

Patrícia disse...

Dá vontade de pegar numa bucha de pão e mergulhá-la no doce! Muito bem!
patrícia

paula MARIANA disse...

Tem um aspecto delicioso!!