quinta-feira, 21 de abril de 2011

Bacalhau de Coentrada



Apesar de, na casa dos meus pais, durante a Quaresma, nunca comermos carne às sextas-feiras, confesso que cá em casa não ligamos muito a essas tradições. No entanto, a proposta que vos trago hoje é, como não poderia deixar de ser, um prato de peixe, adequado à época: Bacalhau de Coentrada. Retirei-a d'O Livro de Pantagruel e gostámos bastante. O Manel, que não apreciava bacalhau, rendeu-se. Adorou! Transcrevo-vos a receita, tal como está no livro. Sem tirar nem pôr.
Um  beijinho e boa Páscoa para todas as participantes neste blogue e para todos quantos nos lêem.
Ilídia


Ingredientes:
Bacalhau demolhado, 1,200 kg
Batatas cozidas em cubinhos, 1,600 kg
Cebolas picadas, 3
Alhos picados, 2
Salsa picada, 1 raminho
Sementes de coentros, 30 (não usei)
Coentros frescos com pés, 10 g
Azeite, 1 ½ dl
Leite, 1 dl
Água de cozer o bacalhau, 3 dl
Margarina, 8 c. de sopa
Farinha, 8 c. de sopa
Coentros picadinhos, 6 c. de sopa
Natas, 4 dl
Sal, pimenta, sumo de limão e margarina para untar, q.b.

Coze-se o bacalhau, reserva-se a água, limpa-se das peles e das espinhas e faz-se em lascas. Tiram-se os pés aos 10 g dos coentros e pisam-se as folhas num almofariz com os grãos dos coentros. Leva-se o azeite ao lume com as cebolas, os alhos, a salsa e tapa-se para cozer a cebola, mas sem deixar fritar. Junta-se o bacalhau, sempre em lume brando, mistura-se bem no refogado durante um ou dois minutos, e, em seguida, os cubinhos de batata, revolvendo e misturando tudo bem. Retira-se do lume e, à parte, derrete-se a margarina, incorpora-se a farinha, deitam-se o leite e a água do bacalhau, devidamente coada, deixando fervilhar em lume brando até a farinha cozer. Tira-se do lume, tempera-se com sal, pimenta, sumo de limão e juntam-se os coentros picadinhos, ligando-os bem ao molho, com o qual de envolve o bacalhau. Untam-se dois tabuleiros, que possam ir à mesa e ao forno, com margarina, enchem-se até 2 centímetros da borda com o composto do bacalhau e espalham-se as natas sobre as superfícies. Vai ao forno quente (250 graus) para gratinar, o que demora 20 a 25 minutos.
Nota: Porções para 8 a 10 pessoas.

SEGREDOS E CONSELHOS (Também do livro)
Quando se põe o bacalhau de molho, há vantagem em juntar à água uma colherinha de bicarbonato de sódio, que contribui para tornar o peixe muito mais brando. 

2 comentários:

Luísa Alexandra disse...

Por casa dos meus Pais segue-se a mesma tradição, e tentamos manter também na nossa, apesar de não achar grande "pecado" comer carne às sextas-feiras.
A tua refeição está excelente, muito boa sugestão!

Receitas ao Desafio disse...

Não consigo de deixar de elogiar o teu bacalhau. A foto fala por si: fino, requintado, delicioso, ***** estrelas. Beijinhos e Boa Páscoa para os três. Patrícia