segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Iogurtes de canela, gengibre e cardamomo


Quando era criança, a minha mãe fazia iogurtes numa iogurteira da marca Moulinex. Para ser sincera, não gostava lá muito. Na era pré-Internet (estou a falar dos anos 80), as receitas limitavam-se às que vinham no livrinho que acompanhava a dita máquina.
Quando comprei a Bimby, ao ver que dava para fazer iogurtes nesta máquina (que, sejamos sinceras, dá para fazer quase tudo), perguntei à minha mãe se tinha guardado a velha iogurteira. Surpreendentemente, não só ainda a tinha, como ainda funcionava. Trouxe-a e, desde então, faço sempre os meus iogurtes em casa, numa iogurteira vintage (fica melhor do que dizer velha). Não sei se sai assim tão mais barato, mas gosto das combinações de sabores praticamente infinitas e de todo o ritual que envolve a preparação, as horas de espera… Há quem não perceba esta mania que tenho de fazer quase tudo em casa (iogurtes, pão, caldos, compotas…), mas, para além de ser uma opção mais saudável, sabe-me bem, relaxa-me esta espécie de regresso ao passado, ao tempo das nossas avós, em que não havia senão a mercearia de freguesia, com meia dúzia de produtos nas prateleiras. Já que, devido às nossas vidas profissionais agitadas, não nos é possível levar a vida calma que elas levavam, pelo menos podemos recriar um pouco das vivências desses tempos através do cheiro de uma massa a levedar, de um pão no forno, de uma compota a borbulhar…
Os últimos iogurtes que fiz foram inspirados nuns que vi no blog http://www.nosoup-foryou.blogspot.com/, que tem uma enorme variedade de iogurtes (a Susana também já se inspirou neste blog para fazer os seus iogurtes de figos). Deixo-vos uma foto dos ditos, ainda na iogurteira.


Ingredientes:
1 litro de leite
1 pau de canela
2 bagos de cardamomo
20 g de gengibre fresco, descascado e cortado em rodelas fininhas
2 colheres (de sopa) de leite em pó
50 g de açúcar (gosto deles pouco doces, mas a quantidade recomendada é 80 g)
1 iogurte natural
Preparação:
Aquecer o leite 8 minutos, temperatura 90 graus. Juntar o gengibre, o pau de canela e as sementes de dois bagos de cardamomo, retirar o copo da máquina e deixar em infusão até arrefecer. Coar a mistura com um passador de rede fina e voltar a deitar o leite no copo. Juntar o leite em pó e o açúcar, programar 4 minutos, velocidade 4, 50 graus. Adicionar o iogurte e marcar 15 segundos, velocidade 4, sem temperatura. Distribuir a mistura pelos copinhos de vidro e levar à iogurteira (se não tiverem iogurteira, podem abafar bem, com uma manta polar e deixar descansar no forno desligado) entre 9 a 11 horas. Há quem deixe ficar menos, mas deixo sempre 11 horas e ficam perfeitos.
Ilídia


3 comentários:

Hélia disse...

Sabes, fiz exactamente a mesma coisa,fui buscar a iogurteira da minha mãe que tb ainda trabalha, e do que me lembro dos iogurtes que fazia,não gostava nada.
Mas agora a minha iogurteira "vintage" faz iogurtes deliciosos.

bjs

Susana disse...

Olha que engraçado... a minha promeira iogurteira era exatamente igual a essa que me foi oferecida pelo casamento, mas com o passar dos anos e com as mudanças desapareceu sem deixar rasto,lol. Tambem na altura não conseguia fazer iogurtes que prestassem por isso desinteressei-me por ela.
Agora sim,com a atual faço maravilhas com ela, modestia à parte!lol
Essa receita deve ficar uma delicia vai ser a próxima a experimentar.

Beijinhos e até logo.

PC disse...

Estás quase a contagiar-me com o bichinho dos iogurtes! Já fiquei maravilhada com o de figo da Susana, mas este parece-me bastante sui generis.
Patrícia