domingo, 3 de julho de 2011

Espetadas de Lulas e Camarão num intervalo a José Luís Peixoto

Cada vez mais gosto de estar em casa, por casa. E este Domingo foi especialmente calmo, sem planos. A leitura recebeu, por isso, um lugar diurno de destaque. Nos outros dias, a ela confiro momentos nocturnos. Altura em que a casa pára. Quando não existem mais solicitações e afazeres. E finalmente atribuimos tempo a nós. Para mim esse tempo é destinado à leitura e ao silêncio. Nos últimos dois dias, José Luís Peixoto tem-me feito companhia com o seu Livro. Um autor de um poder descritivo inebriante. Que prende e vicia o leitor, de linha para linha, de página para página.
Conferi então um intervalo à leitura e fiz estas espetadas de lulas.

Uma refeição despretensiosa num domingo tranquilo.


Ingredientes

Lulas
Camarão
Pimento vermelho
Cebola
Tomate Cereja

Depois de espetar os ingredientes em palitos, coloquei as espetadas no grelhador e fui regando-as com o seguinte molho feito numa taça que levei ao microondas a fundir sabores.

azeite
alho em pó
1/2 cerveja mini
2 colheres sobremesa de molho inglês
mistura de ervas para grelhados
1 lima espremida e a casca dela raspada
sal fino

Acompanhei com batata cozida e tomates cereja.

Misturei um pouco de maionese, ketchup e umas gotas de tabasco e criei um molho cor de rosa, também para acompanhar.

Tudo muito simples.

Espero que gostem!


Um beijinho
Patrícia

" Acredito que a vida de um livro enquanto está nas mãos do autor não é mais importante do que quando está nas mãos do leitor. O leitor é quase sempre um autor ele próprio. É ele que dá significado às palavras e por isso até acho muito interessante quando as pessoas me vêm apontar coisas que não eram minha intenção, mas que de facto estão lá. E há muitas outras coisas que foram minhas intenções e que nunca ninguém me referiu, e no entanto também lá estão. Se calhar alguém reparou nelas ou ainda vai reparar. Tudo o que um leitor leia num livro é legítimo porque nessa fase o leitor é tudo, é ele que faz o livro"

José Luís Peixoto
in Diário de Notícias

12 comentários:

são33 disse...

GOSTO MUITO DE ESPETADAS DE LULAS E AS TUAS FICARAM EXCELENTES, ACOMPANHADAS COM SALADA PARA MIM ERA IDEAL, MAS ASSIM COM BATATA E ESSE MOLHO ROSA FICA ÓTIMO.
BJS

Ilídia disse...

Patrícia, as tuas espetadas pareceram-me uma delícia. Quantoà tua leitura, uma belíssima escolha. Adoro o autor (desde Cemitério de Pianos, o primeiro que li). Encomendei Livro antes de ser lançado (pela wook) e devorei-o mal me chegou às mãos. E já pus duas alunas a lê-lo. Um beijinho e até amanhã.

Lina disse...

Olá, Patrícia!Um domingo bem passado!Estas espetadas parecem-me deliciosas, adoro tudo o que seja do mar(além dos figos, eh, eh)!Vocês aguçaram-me a curiosidade quanto ao José Luís Peixoto, fui ao site da biblioteca municipal aqui da cidade e vou começar por Nenhum Olhar, que é o único disponível.Obrigada pelas óptimas sugestões!
Beijinhos

Picarota disse...

Que aspecto delicioso e acredito que o Livro também é óptimo. Eu também já não me consigo deitar sem ler, já é um hábito que ganhei na infância. Neste momento ando a ler A Tragédia da Rua das Flores, do grande Eça. Beijinhos

Catarina - ReceitaseSaboresdoMundo disse...

Patrícia,
As espetadas estão com um aspecto delicioso... Uma refeição prefeita para estes dias de calor e bem saudável : )

Beijinhos

SarinhaT - No Conforto da Minha Cozinha... disse...

Que belas espetadas... eu gosto muito, acho que fazem sempre pratos maravilhosos e sabem tão bem!!!!! :D
Ficaram lindas. Bjs

Atitude Zen disse...

Nestes dias de calor este é uma prato que apetece. O seu tem um excelente aspecto.
O livro também deve ser muito bom (por acaso ainda não li um livro desse autor).
Beijinho
Atitude Zen

Formiguinha disse...

Olá!

Essas espetadas de lulas e camarão estão com um aspecto fantástico. Óptimas para dias de calor e preguiça.:) Adorei a tua sugestão!

O livro não conheço mas fiquei curiosa e como preciso de comprar um livro para ler nas férias talvez compre.

Boa semana!
Beijinhos da Formiguinha

Mar disse...

Fotografias lindas, a acompanhar um texto assim como disse. Simples e despretensioso. Bom imaginar a Patrícia a fazer um intervalo que se transforma numa refeição. Num dia calmo. Feito de palavras. Uma espécie de paraíso, essa ideia.

Um beijo para si. Que soube bem vir aqui. Num dia particularmente cansativo. Mas feliz:)

Mar

Gisela disse...

Despretenciosa mas com um excelente aspecto. É um prato que gosto muito, tal como de ler, mas o tempo é tão escasso que por vezes os livros passam meses na mesa de cabeceira à espera de um dia calmo.
Um beijinho e boa semana

Receitas ao Desafio disse...

Escrevo-vos para agradecer todos os vossos comentários tão calorosos.
De facto, nada como grelhados no verão. Estas espetadas foram apenas uma sugestão simples, singela, mas que ficou muito saborosa.

Quanto ao livro, assim como aconteceu com a Ilídia, devorei-o. E enquanto fazia este intervalo e confecionava as espetadas, não imaginava a hora de acabá-las para voltar a pegar no livro.

Fiquei também muito feliz por dar a conhecer, a algumas pessoas, José Luís Peixoto e por saber que poderá ser uma opção de leitura para as férias de alguém.
Vale mesmo a pena disfrutar da escrita deste rapaz de 36 anos,autor de obras já traduzidas em muitas línguas e estudadas em diversas universidades do mundo.

Um beijinho
Patrícia

Susana disse...

Já reparei que a falta de vontade para cozinhar não é só para mim! Com os dias mais quentes tambám me dá uma preguiça, que só me apetece é estar ao comprido numa praia de areia!lol
Gostei muito desta sugestão, um almoço bem simples e muito saboroso. Parabens pelas fotos ficaram lindas.
Quanto ao autor só o conheço de o ver lá nas prateleiras da boblioteca, mas agora fiquei curiosa em conhecer a escrita dele. Agora estou a ler um que tambem estou a gostar muito e tenho mais uns quantos à espera da sua vez, porque durante o ano é dificil ler alguma coisa. Vou aproveitar as férias para por a leitura em dia!lol

beijinhos