terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Alcatra à moda da Terceira



Vou iniciar a minha participação nesse projecto com uma receita tradicional dos Açores "Alcatra" que é uma especialidade Terceirence.
O segredo da carne ficar tenrinha e sucolenta é facto de ser cozida num alguidar de barro tambem feito pelos moleiros daqui da terra, pois é um barro aspero, nao vidrado (como se costuma encontrar com muita facilidade no mercado) que só aqui se faz. O facto de ser cozido em lume a lenha, que não foi o caso, mas ficou no forno toda a noite no calorzinho e o facto da carne de vaca ter osso o que é muito dificil encontarar nos talhos no Continente. Esses factos todos fazem a diferença, pois resultam numa carne que se desfia facilmente com o manejar do garfo e da faca e com um paladar inconfundivel que só se consegue apreciar aqui no Açores. Não vem ninguém cá que se vá embora sem provar esse maravilhoso prato.

Passemos à receita...

Ingredientes:

2,500 kg de carne para alcatra (com osso)
250 g de bacon partido aos quadrados
2 Cebolas grandes cortadas em meias luas
1 cabeça de alho inteira livre das cascas exteriores
3 folhas de louro
1 caldo de carne
2 c. de sopa de massa de malagueta
500 ml de vinho branco e água metade de cada
1 pau de canela
Pimenta da Jamaica
Cravinho moído
Sal
Banha para untar o alguidar de barro
Manteiga

Fiz assim:

Começei por untar o alguidar com banha de porco e por fundo coloquei a cabeça de alho descascada menos os dentes de alho e espetei no centro o pau de canela. Coloquei uma camada de cebola às rodelas e 1 folha de louro partida.
De seguida coloquei pedaços de carne e bacon, mais uma camada de cebola e louro e por último uma camada de carne.
Coloquei os temperos e uma nozinhas de manteiga e por fim o vinho misturado com a água.
Tapei com uma folha de alumínio e levei ao forno a assar mais ou menos por 1h30m a 2 h. Eu fiz à noite e deixei no calor do forno até ao outro dia.


 A deitar o líquido por último depois dos temperos.


Aqui já prontinha...


Depois de virar a carne para ficar mais macia.

E aqui no prato pronta a ser degustada acompanhada de arroz branco.

Espero que apreciem.

                                                                                                                                             Susana

7 comentários:

Ilídia disse...

Quase que a consigo cheirar...

Receitas ao Desafio disse...

Tem um aspecto divinal e tenho a certeza de que sabe como tal!!! Sempre profissional na exposição das suas receitas. Muito bem! PMT

Anónimo disse...

Cara Susana,

Ando a tentar fazer a Alcatra cá em casa desde que tive na Terceira.

Ajude-me, qual a temperatura do forno? Na cozedura e durante a noite.

Beijinho

Receitas ao Desafio disse...

Olá anónimo :)
A temperatura que uso no forno é mais ou menos 180º a 200º. Depois de do tempo que indico na receita desligo o forno e deixo no forno até ao dia seguinte. A ultima vez que fiz foi no forno a lenha(que é como se deve fazer) e ficou no forno toda a noite só com o calor do forno e algumas brasas para manter o calor e ficou excecional ;)
Boa sorte, mas se não resultar como espera não desista, porque é uma comida deliciosa :)

Obrigada pela visita.

Susana

Mirna disse...

Cara amiga. ..
Estou no Brasil e, cá ñ encontramos alcatra com osso.
Posso fazer esse prato com a alcatra sem osso?
Agradeço se me responder.
Obrigada
Maria Rosa

Receitas ao Desafio disse...

Olá Mirna,
Compreendo a sua dúvida, e acredito que seja difícil adquirir a carne de vaca com osso fora dos Açores. Já passei por isso, e experimentei fazer na mesma, mas não resultou. A alcatra não adquiriu aquele sabor característico e a alcatra ficou muito muito seca. Este prato tem, mesmo de ter o osso... pelo menos assim aqui é confecionada e tradicional.
Obrigada pela interesse e disponha sempre :)

Susana

Anónimo disse...

A cobertura deve ser com folhas de couve e não com alumínio, o osso com melhor sabor é o ossobuco.