domingo, 20 de novembro de 2011

Massa com carne

Desde pequena que me lembro de comer este prato. E sempre gostei!
Como o meu marido não o aprecia muito, passei anos consecutivos sem o confeccionar:( No entanto, sempre que ia à terra, a mamã encarregava-se de o fazer!
Hoje em dia, com o meu filhote de 3 anos, este prato é sempre muito apreciado cá em casa. É um prazer vê-lo comer. A simplicidade deste prato agrada às crianças, pois não conheço nenhuma que não goste de esparguete, e também às mamãs, porque as veem comer carne e ervilhas!
Além disso, posso acrescentar que, nos tempos que correm, e que todos nós sabemos que são de crise, este é um prato bastante económico!
Como este é um prato que faço sempre "a olho", as quantidades que indico a seguir são aproximadas.

Ingredientes:
1 cebola média
4 dentes de alho
azeite q.b.
carne de vaca (600 gr, aproximadamente)
linguiça q.b. (uso sempre do talho Garcia)
colorau q.b.
ervilhas q.b.
esparguete q.b. (2 a 3 punhados)
sal q.b.




Preparação:
Faz-se um refogado com o azeite, os alhos esmagados e a cebola picada, até que esta fique translúcida. Adiciona-se a carne e a linguiça cortadas em cubinhos, um pouco de colorau para dar cor e deixa-se refogar em lume brando, com a panela tapada, mexendo de vez em quando. Quando o suco dos ingredientes tiver desaparecido quase por completo, adiciona-se a água, de preferência já quente, e quando levantar fervura juntam-se as ervilhas. Espera-se que comece a ferver novamente e, em seguida, acrescenta-se o esparguete partido em 3 ou 4 partes. Mexe-se e deixa-se cozer a massa.



Nota: na altura de adicionar a água ao refogado, uso sempre água a ferver do jarro elétrico.

Espero que gostem!
Maria


10 comentários:

Babette disse...

Comida de mães e de filhos, portanto.
Uma delícia!
Um bom domingo
Babette

Andreia Guedes disse...

Esta receita também faz parte da minha infância e é simples e deliciosa!!!

culinarices disse...

É um prato economino e bom, pela foto parece ter ficado muito bom.

Ilídia disse...

Maria, estes pratos são mesmo "comida de mãe". Comida que sabe a conforto, a carinho. Também costumo fazer com frequência e o Manel adora. Beijinhos para os três.

Gisela disse...

Adoro essa comidinha, é tão reconfortante!! Um primor.
Beijinhos

Receitas ao Desafio disse...

Obrigada a todas pelos vossos comentários!
Por ser tão básica, ainda hesitei umas quantas vezes antes de publicar esta receita... mas ainda bem que gostaram ;)
Bjs.
Maria

Nárwen disse...

Massa é uma das coisas que mais gosto. E gosto dela com qualquer coisa. A tua opção é sempre bem vinda e parece ser uma delicia.

Beijinhos

Anónimo disse...

ola hoje fiz esta receita, só que adicio nei tb um poukod polpa de tomate. fikou uma delicia... ;)

Bilhardas disse...

desculpe a pergunta, mas qual a quantidade de agua? sou um completo principiante na cozinha, mas adoro este prato. obrigado

Receitas ao Desafio disse...

Bilhardas: a quantidade de água depende da quantidade de carne e até da própria panela que utiliza. Costumo fazer da seguinte maneira, que nunca falha: coloco água quente até à altura da carne. Espero ter ajudado.