sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Bacalhau com Todos, um clássico

Antes de publicar esta receita, fiz uma pesquisa aqui no blogue para me certificar que ainda não a tínhamos publicado. Esta minha preocupação conduziu-me à constatação de que o Receitas ao Desafio cresceu muito neste último ano. Neste momento, oferece bastantes ideias a todos os visitantes que por cá passam diariamente e que marcam   presença através de comentários simpáticos e de sugestões. Esta vontade de partilha tem sido, sem dúvida,  muito enriquecedora para este projeto que é coletivo e por isso diversificado.

Esta receita de bacalhau com todos, que nada tem de novo por ser presença habitual nas mesas portuguesas dentro e fora da quadra natalícia, é um complemento às outras sugestões de bacalhau já oferecidas pelo blogue. Vejo-a como um clássico que está, muitas vezes, na génese de outras receitas de aproveitamento de sobras de bacalhau, pelo menos cá em casa é assim que acontece. Desculpem-me pela falta de originalidade mas é um dos meus pratos favoritos. Elejo-o pela  simplicidade e honestidade dos ingredientes e sabores, sempre enaltecidos pelo fio de azeite português.





Este prato é um cozido muito simples de fazer.
Numa panela (de pressão ou não) coloca-se o bacalhau previamente demolhado com a pele voltada para cima, uma cebola partida em quatro quartos, três dentes de alho e uma folha de louro e uma malaguetinha (piri-piri). Cobre-se com água e leva-se a cozer.
Depois de cozido, escorre-se o bacalhau e reserva-se abafando-o.
Na água da cozedura do bacalhau cozem-se as batatas, as couves, repolho e as cenouras. Prova-se a água da cozedura para se retificar o sal.
À parte cozem-se os ovos.
Por norma, compro grão já cozido, mas quem preferir o grão seco terá de demolhá-lo de véspera e cozê-lo.
Empratam-se todos os ingredientes numa travessa.




Coloca-se na mesa o galheteiro com o azeite e o vinagre. Uso vinagre aromatizado com estragão que, no meu entender, confere um paladar peculiarmente agradável. 


Gosto ainda de temperar o meu prato, e em especial o ovo cozido, com sal refinado e um leve toque de pimenta preta moída no momento.


Patrícia

8 comentários:

SarinhaT - No Conforto da Minha Cozinha disse...

Uma receita bem portuguesa que faz crescer água na boca. Beijinhos Patricia

são33 disse...

DAI SÓ NÃO APRECIO O GRÃO DE BICO DE RESTO É TUDO AO MEU AGRADO.
BOM FIM DE SEMANA
BJS

O Coração da Casa disse...

Mas tens toda a razão, este prato prima pela sua simplicidade. É magnifico!! Eu adoro.. além de adorar bacalhau, adoro-o nesta sua forma tão integra e deliciosa. :)

Gisela disse...

Este prato é muito apreciado por mim e pela filha, já o marido não acha muita graça.
Um beijinho

Ondina Maria disse...

Um prato que é um hino aos ingredientes de boa qualidade. Pois só assim é que é um bom prato: um bacalhau suculento, legumes biológicos repletos de sabor, um grão macio e um azeite de qualidade superior. Simplicidade e perfeição lado a lado :)

Mané disse...

A simplicidade do original tamb+em é muito boa (obrigada por todas as sugestões, mesmo aquelas que parecem evidentes)
O grão compro seco e demolho juntamente com o bacalhau. Tempero o grão com uma cebola picada e salsa, também picada, para além do azeite vinagre.
Beijinho e continuem, eu estou a gostar

Alice disse...

Uma maravilha, tudo regadinho com um bom azeite e fico no céu! Um prato simples na confecção, mas muito rico na qualidade de sabores que oferece! Tão nosso, tão português!
Beijinhos e bom fim de semana:)

Nárwen disse...

Desculpa pela minha ausência a publicar e comentar receitas mas tive uma recaída e voltei a ficar doente.
Mas já estou de volta com muitas receitinhas para publicar e cheia de vontade ver e comentar as delícias que fazes.

Beijinhos e boa semana